jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

Falta de policiais civis na região pode ser amenizada, segundo secretário

por Luiz Ramires
17 de julho de 2017
Prefeitos da região se mobilizaram para diminuir o déficit de funcionários da Policia Civil
Uma caravana formada por 15 prefeitos dos 22 municípios que integram a Delegacia Seccional de Jales esteve reunida como o secretário de Segurança Pública do Estado, Mágino Alves Barbosa Filho, no dia 11 de julho, terça-feira para pedir mais policiais para a região. Segundo os participantes da reunião, o secretário teria se comprometido a concentrar esforços para suprir a necessidade de escrivães e investigadores.
O pedido ao secretário inclui o preenchimento de cargos da Polícia Civil em praticamente todos os municípios, incluindo delegados, escrivães, investigadores, agentes policiais, agentes de telecomunicações, papiloscopista, auxiliar de papiloscopista e carcereiros. 
De acordo com documento elaborado pelo Fórum da Cidadania, a falta de pessoal para esses cargos, “tem provocado sobrecarga de trabalho em turnos variados e acúmulo de função em localidades diversas, o que, forçosamente, leva à perda da eficiência e qualidade dos serviços, na sujeição a um regime escravocrata de trabalho e no acometimento de enfermidades”.
Acrescenta que “o reflexo disso é desestímulo, baixa motivação, ainda que a condição pessoal, responsável e comprometida desses profissionais da segurança pública impulsiona a dedicação do grupo e colha frequentes resultados meritórios e reconhecidos pela população de maneira geral”.
Foi argumentado com secretário Mágino Alves a necessidade de se recompor esses quadros da Polícia Civil, pois a segurança pública é de extrema prioridade para a população, que vive momentos de grande intranquilidade, devido às condições socioeconômicas e políticas por que passa o País.

PRESENÇAS
O convite para a participação dos prefeitos foi feito pelo prefeito de Jales, Flávio Prandi Franco que também compareceu ao encontro junto com o coordenador do Fórum da Cidadania, advogado Carlos Alberto Britto Neto e a presidente da Associação dos Engenheiros da Região de Jales, Silvia Avelhaneda, representando as entidades. 
Também estiveram presentes os deputados estaduais Itamar Borges (PMDB) e Carlão Pignatari (PSDB), os prefeitos de Vitória Brasil - Ana Lúcia Modulo- Dolcinópolis, Américo Ribeiro do Nascimento -Pontalinda, Elvis Carlos de Sousa- Aspásia Josué Eduardo de Assunção (Calango)- Santa Fé do Sul, Ademir Máschio- Mesópolis, Leandro Polarini- Paranapuã,  Sérgio Polarini- Santa Salete, Jeder Fabiano Santiago Souza (Tuim)- Dirce Reis, Euclides Scriboni Benini (Cridão)-Santa Clara d’Oeste, Wair- Urânia, Márcio Arjol- Três Fronteiras, Bim Belão- Santa Rita d’Oeste, Alaor Pazian e Rubinéia, Aparecido Goulart (Cidão), além dos vice-prefeitos de Jales José Devanir Rodrigues (Garça) e Paranapuã  Elcio Ribeiro Guimarães (Rolemã).
Compareceram ainda os vereadores de Jales João Zanetoni, Bismark Kuwakino e Chico do Cartório. A deputada Analice Fernandes (PSDB) foi representada por seu assessor Carlos Roberto Cardoso.
Dos 22 municípios que compõem a Delegacia Seccional de Jales não compareceram os prefeitos Maércio Dias de Menezes, de Aparecida D’Oeste; Joaquim Peres, de Marinópolis; José Marcos Alves, de Nova Canaã Paulista; José César Montanari, ( Pezão), de  Palmeira D’Oeste; Vanderci Novelli, (Tuquinha), de Santa Albertina; José Aparecido de Melo,  de Santa da Ponte Pensa e Maurício Honório de Carvalho , de São Francisco.