quarta 14 abril 2021
Geral

PREFEITO FLÁVIO PRANDI FRANCO: “Maior legado de nossa administração é deixar Jales pronta para o futuro”

A administração Flá-Garça deixará Jales pronta para o futuro. Em tom convicto, o prefeito Flávio Prandi Franco, em entrevista ao Jornal de Jales. fez um balanço do trabalho realizado ao longo de três anos e quatro meses.

A motivação da entrevista foi o 79º aniversário da cidade, que transcorre na próxima quarta-feira, dia 15 de abril.

Sobre as lições emanadas do enfrentamento ao Covid-19, ele elencou a série de providências sob a forma de investimentos realizados pela Prefeitura e constatou: “apesar do distanciamento social, estamos mais próximos uns dos outros”.

JJ: O senhor chega ao último ano de mandato. Deu para cumprir o programa de governo apresentado na campanha?

Flá: Estamos cumprindo. São várias ações que já finalizamos e outras que ainda vamos realizar. Na infraestrutura, temos obras espalhadas em vários bairros e estamos vendo a cidade se tornar um canteiro de obras.

Com a restruturação da saúde, melhoramos significativamente o atendimento à população. Na educação, atingimos patamares de excelência, com um dos melhores desempenhos do país, dados comprovados pelo IDEB. O turismo tornou-se uma realidade em nosso município, com a aprovação do MIT. A tecnologia e a inovação chegaram com o Poupatempo, um dos serviços mais bem avaliados do governo do Estado e com o programa Cidades Digitais.

JJ: Quais foram os maiores problemas que o senhor enfrentou ao longo destes três anos e quatro meses de mandato? 

Flá: A situação financeira é sempre uma preocupação e temos que estar sempre atentos. Assumimos a Prefeitura em uma condição crítica economicamente, sem poder de investimentos algum. Conquistamos muitos recursos, tanto do Estado quanto da União, e conseguimos uma certa estabilidade econômica que nos possibilitou avançar. Uma das grandes preocupações da nossa administração é a dívida com a Previdência Social, que hoje, com o déficit que chega a R$ 302 milhões.Também vivenciamos outras situações dramáticas, que nos fez tomar medidas de maior controle dos gastos, o que nos permitiu uma reorganização da Secretaria da Fazenda. E agora, desde fevereiro, estamos enfrentando a Pandemia da Covid19.

JJ: E, por outro lado, quais foram as realizações que mais o deixaram feliz?

Flá: O que realmente me deixa feliz é poder melhorar a qualidade de vida das pessoas, melhorar os serviços que são prestados, melhorar atendimentos nas áreas da saúde, educação e social e oferecer mais infraestrutura. Mas, acredito, que devemos e podemos fazer mais! A nossa população merece uma cidade mais próspera e estamos trabalhando para isto!

JJ: Como gestor municipal, o enfrentamento do Covid -19 foi um sofrimento ou uma lição para o futuro?

Flá: O mundo inteiro está enfrentando inúmeras e grandes dificuldades por conta da COVID-19, um inimigo que nem conhecemos a fundo e que tem causado milhares de mortes em diversos países. Não é só um sofrimento, mas certamente uma lição. Apesar do distanciamento social que é preciso manter, estamos mais próximos uns dos outros. Em parceria com a Santa Casa, a Justiça, o CMDCA, empresários, comerciantes e a população em geral, o sistema de saúde da nossa cidade está pronto para enfrentar a COVID-19. Estamos providenciando a compra de testes rápidos e de diagnósticos e junto à Santa Casa, a de dez respiradores, que vão ser somados aos atuais 21 do hospital e um da UPA; implantamos, desde a quinta-feira dessa semana o serviço de TeleMedicina, em que um médico atende por telefone e esclarece dúvidas da população. A lição para o futuro é essa: que juntos somos muito mais fortes, capaz de enfrentar um problema assustador e grave como a pandemia do Coronavírus.

JJ: Qual o legado que o senhor vai deixar para seu sucessor? 

Flá: O maior legado é que Jales estará pronta para o futuro. Os investimentos que foram feitos, nas mais diversas áreas, em especial a instalação do novo Parque Industrial IV, vai permitir o crescimento da cidade e a geração de emprego. Procuramos deixar a casa em ordem, terminar obras paradas, iniciar outras tão importantes quanto e preparar a nossa cidade para enfrentar o que vir pela frente.

JJ: Aproveitando o gancho, o senhor é candidato à reeleição? 

Flá: Acredito que não podemos discutir esse assunto em um momento tão difícil que estamos vivendo. Temos que preparar o complexo de saúde da nossa cidade para enfrentar a luta contra um único inimigo: o vírus da Covid19. E, inclusive, defendo que os recursos do Fundo Eleitoral sejam totalmente destinados ao enfrentamento da doença no país. Nós vamos discutir a nossa candidatura no momento em que a legislação eleitoral permitir, ou seja, não devemos antecipar essa discussão.

Desenvolvido por Enzo Nagata