quarta 14 abril 2021
Artigo

Qual o caminho para o sucesso?

O caminho para o sucesso e autoestima envolve valorizarmos aquilo que somos, e não o que temos. Muitas vezes nos sentimos inferiores, ficando sob controle do “ideal de felicidade” da alheia, sob aquilo que os outros têm.

Focamos naquilo que queríamos ter ou ser, e não do que já temos e conquistamos ou somos. Porque nos transformamos conforme nossos comportamentos, e também de acordo com nossos limites físicos e emocionais. Muitos tatos verbais mal ditos ou intencionais acabam prejudicando a autoestima e autoconfiança e do outro.

É o que chamamos de responsabilidade afetiva. Saber que a forma como você vai se comportar, falar, tratar, vai causar um determinado sentimento no outro.

Tem aqueles que sempre vão tentar impedir sua evolução, tem os que não o reforçam positivamente em nada, ou os que dão conselhos baseados apenas em suas próprias vivências frustradas.

E sabemos como a comunidade verbal interfere em nosso desenvolvimento, já que nosso autoconhecimento é construído por ela mesmo. Devemos escutar opiniões, desde que elas sejam construtivas. Saber com quem posso conversar, o que devo falar. Como vou ouvir e me posicionar diante do comentário alheio?

Por fim, outro aspecto que interfere no caminho para o sucesso é a intolerância à frustração. Hoje em dia somos cada vez mais imediatistas e ansiosos, querendo um resultado instantâneo, respostas prontas; pouco discriminamos o processo. No caminho existirão diversos estímulos aversivos, e temos que estar preparados para emitir novos comportamentos para continuar em busca do seu propósito, aprendendo com todos os erros. Quem é intolerante à frustração, não fica sob controle da recompensa à longo prazo, podendo desistir fácil, coloca em risco sua autoconfiança e autoestima, e à chance de ter novas experiências. Nós só conseguimos aquilo que queremos, nos comportando, nos expondo e, nos fortalecendo. 


 Amanda Sabatin Nunes

Especialista Clínica em Psicoterapia Comportamental (ITCR-Campinas)

CRP 136588/6


Desenvolvido por Enzo Nagata